SOBRE O ESPAÇO COLETIVO DE PUBLICAÇÕES

Este será o espaço para a discussão sobre publicações e fotografia no Valongo. O Espaço Coletivo de Publicações contará com uma série de atividades ao longo de todos os dias do festival com um foco especial em fotolivros, zines e impressos ligados à imagem fotográfica. Você pode conferir um detalhamento das atividades abaixo.

JACK LATHAM: FOTOGRAFIA, VERDADES E CONSPIRAÇÕES

Jack Latham é um fotógrafo galês cujo trabalho caminha entre documentarismo e ficção. Seu mais recente livro Sugar paper theories teve grande destaque internacional e discute uma série de assassinatos na Islândia. Jack estará no ECP para uma conversa sobre fotografia, verdade e conspiração ao lado de Andressa Ce.
 
quando: 07.10.2017 às 17h30

PLANA NO VALONGO

Após catalisar um importante movimento de popularização da auto-publicação e das editoras de pequeno porte no Brasil, a Plana está em sua sexta edição anual e segunda edição Valongo. A Feira, agora sob o nome “Plana – Festival Internacional de Publicações de São Paulo”, fomenta projetos não só no âmbito da cultura gráfica, mas também inspirando ideias políticas e sociais por meio de debates, oficinas e palestras. Confira a lista de expositores presentes na Plana no Valongo abaixo:

TRUQUE, Pipoca Press, Editora G.Gili LTDA, Sobrelivros, sericleta, gráficafábrica, Editora Criatura, AForca, Kinoruss Edições e Cultura, Vibrant, Membrana, Outprint, Selo Capsianos, Conspire Edições, Coletivo prensado, Editora Mentirinha, Ubu editora, Lote 42, microutopias, Atelier Piratininga, Noiz É Book, Móri Impressões, Direto do Produtor, Coletivo Canibal, Editora Gris e Meli-Melo Press.
 
quando: 05 a 08.10.2017 — 10h às 19h

 

 

Além da feira, a Plana também organiza uma série de três conversas no ECP. As falas são totalmente abertas ao público. Veja os detalhes abaixo:

 

Resistência dos espaços independentes – Mediação: Ateliê Piratininga

Conversa sobre a resistência política e social através da história de espaços como Ateliê Piratininga, espaço que se mantém ativo em São Paulo desde 1993.

quando: 06.10.2017 — 15h às 16h

 

O espaço da mulher na fotografia – Mediação: Coletivo Amapoa

Como as fotógrafas cis/trans amadoras ou profissionais vêem e participam do campo e do mercado fotográfico atual, quais as dificuldades e possibilidades de mudanças.

quando: 07.10.2017 — 15h às 16h

 

Parem as máquinas – Mediação: Vânia Medeiros e Pedro Lima

Dificuldades de produzir quando não se tem dinheiro ou profissionalização.
Como alternativas de produção que envolvem colaboradores, projetos patrocinados e leis de incentivo podem reverter a crise na produção de publicações?

quando: 08.10.2017 — 15h às 16h

LIVRARIA MADALENA

A Livraria Madalena surgiu em 2013 com a intenção de disponibilizar o maior número possível de livros dedicados à fotografia. O objetivo é, sobretudo, levar ao público produções de pequenas editoras e autores nacionais e internacionais, com ênfase na América Latina. Seus títulos abrangem editoras brasileiras e internacionais, das grandes tiragens às cópias assinadas e numeradas. A Livraria Madalena também abre espaço para livros teóricos de fotografia, publicações independentes, catálogos, jornais e revistas.
A Livraria estará presente em todos os dias do Valongo com um stand no térreo do Espaço Coletivo de Publicações.

LEITURA DE FOTOLIVROS E PROJETOS

O Espaço Coletivo de Publicações receberá leituras de fotolivros, bonecos e trabalhos em desenvolvimento durante as manhãs de quinta, sexta, sábado e domingo (5, 6, 7 e 8 de Outubro). As conversas terão duração de 20 minutos e o investimento por leitura é de R$ 75,00. As inscrições deverão ser enviadas para o email revista.old@gmail.com indicando o leitor e dia desejado. Os leitores são editores, artistas e curadores. Veja a lista de confirmados abaixo.

André Penteado

André Penteado

Nasceu e trabalha em São Paulo. Através da fotografia e do vídeo, seus projetos investigam temas como fatos da história e da política brasileira e momentos de grande intensidade emocional transformadores da vida.

quando: 05.10.2017 — 10h às 12h

Coletivo AMAPOA

Coletivo AMAPOA

O Coletivo Amapoa, criado em 2016 pelas fotógrafas Pétala Lopes e Camila Svenson nasceu da necessidade de fortalecer o papel da mulher no meio da fotografia, especialmente no campo documental. Amapoa atua em São Paulo e tem como foco projetos fotográficos de longa duração que dialoguem com espaço e a experiência da memória, laços e pertencimento.

quando: 06 a 08.10.2017 — 10h às 12h

Bia Bittencourt

Bia Bittencourt

Idealizadora e curadora da Plana Festival Internacional de Publicações, com frequência participa de feiras de livros de arte internacionais representando editoras brasileiras. Além de atuar como artista, curadora e ter diversos livros e zines publicados de maneira independente, também trabalhou como repórter e editora da TV Folha, Folha de S.Paulo e como produtora gráfica na MTV. Graduada em Artes Plásticas com mestrado em Audiovisual na ECA-USP.

quando: 08.10.2017 — 10h às 12h

Felipe Abreu

Felipe Abreu

Fotógrafo e editor baseado em São Paulo. Produz a revista OLD desde 2011 e realiza mestrado com foco em fotolivros, na Unicamp. Sua produção fotográfica já foi apresentada nos principais festivais do país e publicada em revistas do Brasil, Alemanha, Itália e EUA.

quando: 05 a 08.10.2017 — 10h às 12h

Inês Bonduki

Inês Bonduki

Fotógrafa, pesquisadora, professora e arquiteta. É doutoranda em Artes Visuais pela ECA-USP, onde pesquisa sequência visual no suporte do livro de artista. Em 2015, foi artista e pesquisadora residente na Visual Studies Workshop, em Rochester [NY]. Foi Editora de Fotografia da Revista São Paulo, Folha de S.Paulo e assistente do fotógrafo Gal Oppido. Tem fotografias publicadas em livros e revistas nacionais e internacionais. Seu trabalho Linha Vermelha foi contemplado com o Prêmio Foto em Pauta, 2016, recebeu 3o lugar no Prêmio Conrado Wessel 2015, e foi publicado pela Editora Tempo d’Imagem em 2017.

quando: 06 a 08.10.2017 — 10h às 12h

Vibrant

Vibrant

A Vibrant é uma editora de publicações independentes que trabalha no campo das artes visuais e da fotografia. Seu objetivo é criar pontes entre ideias e sua materialização em impressos. Criada em 2014 pela dupla Martina e Isadora Brant, com intuito de publicar projetos pessoais, aos poucos passou a editar outros artistas. Já participou das principais feiras de impressos no Brasil, como a Feira Plana, Tijuana e Pão de Forma, e já fez parte das feiras internacionais: New York Book Fair, Paris Photo e Libros Mutantes, em Madrid.

quando: 05 e 06.10.2017 — 10h às 12h

Marco AF e Tiago Coelho

Marco A.F. e Tiago Coelho

Juntos coordenam o Grupo de Estudos em Fotografia da Galeria Mascate, em Porto Alegre, RS.
Marco Antonio Filho, nasceu em Lajedo, 1984. É mestrando em Poéticas Visuais pelo Instituto de Arte da UFRGS. Atua como professor de fotografia na ESPM – Sul. Foi vencedor de alguns dos principais prêmios de fotografia do Brasil e tem seu trabalho em uma série de coleções particulares e de museus.
Tiago Coelho, nasceu em Santo Antônio da Patrulha, 1985. Graduado em Cinema (UNISINOS) e com master em fotografia documental (EFTI, Espanha). Atualmente é professor de Fotografia na Universidade UNISINOS, trabalha como fotógrafo freelancer e é um dos criadores do Barraco Cultural. Seu trabalho recebeu destaque em diversos prêmios e exposições, entre eles o Prêmio Brasil de Fotografia e Prêmio Conrado Wessel de Arte.

quando: 06 e 07.10.2017 — 10h às 12h

Jack Latham

Jack Latham

Nascido e criado em Wales, no País de Gales, o fotógrafo e videomaker hoje vive em Brighton, Inglaterra. Graduado no curso de Fotografia Documental pela Universidade de Newport. Seu trabalho, que apresenta uma mescla de fotografias em grande formato e produção de filmes digitais, já foi diversas vezes premiado e exposto na Europa e EUA. Jack possui diversos livros auto-publicados, em dezembro de 2015, recebeu o Bar-Tur Photobook Award pelo trabalho Sugar Paper Theories.

quando: 06 e 07.10.2017 — 10h às 12h

Cristina De Middel

Cristina De Middel

A fotógrafa cujo trabalho investiga o relacionamento ambíguo da fotografia com a verdade, já recebeu inúmeros prêmios no campo editorial e artístico. Combinando práticas fotográficas documentais e conceituais, ela joga com reconstruções e arquétipos para construir uma compreensão mais detalhada do assunto que aborda. A partir de sua percepção sobre a mídia de massa reduzindo a compreensão real do mundo em que vivemos, sua seleção de assuntos responde à urgência de completar o retrato ou relançar o debate, levando o potencial da fotografia como matéria-prima para sua narrativa.

quando: 05 e 06.10.2017 — 10h às 12h

CONVERSAS E LANÇAMENTOS

O Espaço Coletivo de Publicações receberá uma série de bate-papos e lançamentos de fotolivros durante o Valongo 2017. As conversas serão organizadas em torno de temas centrais para a fotografia, alinhados aos livros que serão lançados no festival. Serão duas conversas por dia, de quinta (05) a sábado (07), durante as tardes. Abaixo, apresentamos os temas da conversas e autores participantes.

 

Poesia e Forma como Narrativa

Como organizamos a narrativa em nossos trabalhos fotográficos? Como questões internas à linguagem fotográfica auxiliam neste processo criativo? Os autores presentes nesta conversa criaram livros que caminham pela visão subjetiva de seus autores, criando associações visuais ditadas pela forma e poesia das fotografias que os compõem. Uma conversa sobre processo, criação e construção fotográfica.

participantes: Rafael Roncato, Rafael Adorjan e Tuane Eggers

quando: 05.10.2017 — 14h

 

Fotografia e Política

A produção de imagens se torna cada vez mais uma ferramenta política, que não pode ser usada de maneira ingênua. Os autores presentes nesta conversa utilizaram ativamente desta noção na criação de seus recentes trabalhos, com temas e abordagens que discutem diretamente o papel da fotografia na construção da história e na apresentação de grandes temas da atualidade.

participantes: André Penteado, Ana Luisa Lima, Felipe Abreu e Bia Bittencourt

quando: 05.10.2017 — 16h

 

Conexões e Experimentos

Nesta conversa os autores discutem as possíveis conexões entre a fotografia e outras disciplinas da criação artística, como a performance, o cinema e a literatura. Os trabalhos apresentados mostram as diversas ramificações que a fotografia pode alcançar, expandindo seus limites criativos.

participantes: João Castilho e Marlos Bakker

quando:06.10.2017 — 14h

 

Fotografia e Território

A fotografia tem, entre seus vários apreços, o de apresentar espaços, culturas e territórios. A exploração visual em suas mais variadas formas tem sido uma importante disciplina dentro da criação fotográfica. Trazer uma visão particular sobre um novo espaço é a motivação dos autores que participam desta conversa. De distintas abordagens, cada um destes livros parte de um território específico para construir sua história.

participantes: Isadora Brant, Lara Ciarabellini, Vinicíus Ferreira

quando: 06.10.2017 — 16h

 

Intimidade e Representação

A vida, a memória, os relacionamentos. É esse espaço interno que motiva a criação destes autores, seja ele próximo do cérebro, do coração ou das entranhas. Aqui, autor e obra se misturam, criando referências ao passado, aos seus pares e relacionamentos afetivos. Sexo, amor e memória se misturam em uma conversa sobre um dos papéis fundamentais da fotografia: registrar as nossas vidas.

participantes: Sam Terri, Ilana Lichtenstein

quando: 07.10.2017 — 14h

 

Fotografia e espaço urbano

A cidades, seus usos, habitantes e espaços são assuntos ricos para a exploração visual. Os autores presentes nesta conversa voltaram seus olhares para os mais variados aspectos presentes na vida urbana: ambientes em transformação, grupos sociais e a movimentação intensa na cidade de São Paulo. Nesta mesa, conversaremos sobre a vida urbana, suas idiossincrasias e a fotografia como forma de registra-las.

participantes: Gringo, Inês bonduki e Coletivo SC02

quando: 07.10.2017 — 16h

PROJEÇÃO – CONVOCATÓRIA DE BONECOS

Apresentamos no início das noites de quinta, sexta e sábado os trabalhos selecionados em nossa convocatória de bonecos de fotolivros. Os trabalhos serão projetados no mezanino, a partir das 18 horas.

 
Após atenciosa deliberação o júri composto por Jack Latham, Letícia Ramos e Iatã Cannabrava definiu os seguintes ganhadores e projetos selecionados para as projeções de vídeos de bonecos de fotolivros no Valongo 2017:

 
1º Lugar: Dan de Carvalho / Reboot, a journey on the self reconstruction of a man’s character. (Dummy #1)

2º Lugar: Fabio Messias / Mitologia Reversa

3º Lugar: Rose Steinmetz / течение ( techenie)

Autores selecionados para a projeção: Lucas Pacífico, Eric Licen, LOMBADA, José Diniz, Jéssica Lemos, Rafael Roncato, Ângelo Manjabosco, Luciana Fars. Telma Melo, Natalia Emer, Hans Georg, Henrique Carneiro, Vitor Marcelino, Augusto Fernandes, Talita Virginia, Vitor Casemiro, Zé Barreta, Alexandre Furcolin, Federico Frangi, Xenágoras Brasil, Gabriel Carpes, Guilherme Gaspar.

 
Parabéns a todos os selecionados e nos vemos no Valongo!

CLUBE DO FOTOLIVRO – BONECOS

Durante o Valongo Festival teremos o primeiro encontro do Clube do Fotolivro. Baseado no The Photobook Club (https://photobookclub.org/), a ideia é reunir mensalmente autores, colecionadores e entusiastas dos fotolivros para uma discussão aberta sobre um tema proposto para o dia. Para esta primeira conversa o assunto será os bonecos de fotolivros, tendo espaço para 15 pessoas apresentarem seus projetos. A conversa ocorrerá no mezanino do ECP, na sexta (06/10) às 18h e os participantes devem reservar sua vaga através do e-mail livraria@estudiomadalena.com.br.

 
quando: 06.10.2017 — 18h

MADALAB | EXPOSIÇÃO LABORATÓRIO

A exposição Laboratório é um manifesto produto do conjunto de trabalhos do coletivo MadaLAB. Os trabalhos apresentados nessa coletiva são: Histórias Nem Tão Reais, de Andressa Ce.; O tempo para mim não é o mesmo para você, de Carmen Negrão; Duplinhas, de Felipe Abreu; Te Procurei Nas Estrelas Mais Terrenas, de Isadora Belletti; Filhas, de Mariane Lima e Lugar, de Marina Broetto.

 

onde: ECP

quando: 04 a 08.10.2017 — 10h às 18h

FOTO ESCAMBO VALONGO

O Foto Escambo é um projeto democrático que visa fomentar o colecionismo e o apreço pela imagem. Formando, educando e despertando o interesse pela arte através da fotografia. Usando esta forma ancestral de comércio, a troca de um bem por outro, sem a necessidade de dinheiro, promove-se uma interação entre pessoas que gostam de fotografia, além de fomentar hábito de imprimir fotos, ter o registro em mãos, coisa rara em tempos digitais. A dinâmica é simples: formado um banco inicial de imagens, estas são expostas em forma de varal, sem identificação do autor e disponibilizadas para serem trocadas pelos interessados. Amadores e profissionais se misturam e escolhem a foto que mais lhes agrada, deixando uma de autoria própria no lugar da retirada. Uma das características do Escambo é só revelar o autor do trabalho depois da foto ser escolhida. Cada participante pode levar até três fotografias, impressas em tamanho mínimo de 20cm do lado menor. Basta cadastrar as fotos com o organizador do Foto Escambo para que suas fotos sejam numeradas e assim possam permanecer anônimas. Depois é só escolher sua foto favorita à disposição no varal e fazer a troca. Durante o Valongo, o Foto Escambo estará em parceria com o LabPrint Madalena.

 
Exposição do acervo e inscrições

onde: ECP

quando: 07.10.2017 — 15h às 18h

 

Inscrições e trocas

onde: ECP

quando: 08.10.2017 — 11h às 18h